Programação

SOMOS TÃO JOVENS

 

  DE 06 de OUTUBRO a 11 de NOVEMBRO  de 2018

Texto: Vinícius de Oliveira
Direção: Ricardo Grasson
Elenco: Danillo Branco, Júlio Oliveira, Gabriel Moura, Bruno Damásio, Fernando Burack e Luis Fernando Delalibera
Músicos: Kelly, Martins, Léo Rosso e Rozera Nunes
Cenografia e Adereços: Ricardo Grasson
Figurino: Rosângela Ribeiro
Design Gráfico: Lucas Sancho
Fotos: Laércio Luz
Produção: DCARTE
Ingressos: R$ 40,00 inteira e R$ 20,00 meia
Horários: SÁBADOS 19H e Domingo 18h
Sala: Paulo Goulart – 288 lugares
Gênero: drama
Duração: 70 minutos
Classificação: 14 anos
Sinopse:  Neste texto, escrito para encenação contundente explícito e direto, Vinicius de Oliveira nos transporta para o universo de dúvidas, tremendas angústias e medos, alegrias e irresponsabilidades, intuições fantásticas, acertos e erros de Plínio, Gui, Daniel, Théo, Beto e Renato. A obra apresenta histórias incrivelmente selecionadas de jovens comuns e nos faz saborear a cada frase o mundo pouco conhecido dos adolescentes tratando de assuntos como a primeira vez, limites, preconceitos, sonhos, sexualidade, gravidez indesejada, drogas, amor e relacionamento. Um texto necessário, escrito para jovens, pais, educadores e todas as pessoas que apreciam a perfeita química entre forma e conteúdo em tempos de difíceis diálogos.
compre_agora

FLORES NA CABEÇA

 

 WhatsApp Image 2018-09-06 at 20.45.01 DE 06 de OUTUBRO a 16 de DEZEMBRO DE 2018

Texto e atuação: Luciana Garcia
Direção: Alcides Peixe
Vozes em Off: Mario Sergio Cortella, Renata Flores e Markinhos Moura
Videografismo: Paula Tonelotto
Pesquisa, manipulação de imagens e Fotografia: Diogo Ramos
Iluminação: Cristiano Cavalcanti
Direção de Movimentos: Raíssa Tomasin
Cenografia e figurinos: Harsea Teatro
Trilha Pesquisada: Danrley Calabrezzi e Paulo Henrique Souza
Assessoria de Imprensa: Adriana de Castro
Design Gráfico: Glauco Rigol
Produção: Isabel Pessoa
Realização: Harsea Teatro
Ingressos: R$ 50,00 inteira, R$ 25,00 meia (mediante apresentação de comprovante)
Horários: sábados 21h30, domingos 19h
Sala: Experimental – 45 lugares
Gênero: documentário
Duração: 50 min
Classificação: 10 anos
Sinopse: O que é a memória? O que fica de nós depois da despedida? O espetáculo FLORES NA CABEÇA passeia entre o documental e o contemporâneo, usando recursos tanto puramente teatrais quanto tecnológicos para falar de memória, legado, saudade e fotografia, tendo como pano de fundo a breve e intensa vida de uma jovem que morreu de forma dramática.
compre_agora

O TERCEIRO CANTO DO GALO

 

Site 3 DE 07 de SETEMBRO a 12 de OUTUBRO DE 2018

Dramaturgia e direção: Marcos Paulo Moreira
Produção: Thaynara Azevedo
Direção Musical: Thiago Azanha
Atriz Convidada: Giovana Adolpho
Figurino e Fotografia: Camila Serigatti
Cenografia: Roberto Pereira
Vozes dos Bonecos: Bruno Peixoto e Tetê Caetano
Sonoplastia: Lu Monteiro
Assessoria de Imprensa: Carlos Rafael de Campos
Ingressos: R$ 50,00 inteira, R$ 25,00 meia (mediante apresentação de comprovante)
Horários: sextas, 21h
Sala: Experimental – 50 lugares
Gênero: distopia épica
Duração: 100 min
Classificação: 14 anos
Sinopse:
“O Terceiro Canto do Galo” é um texto teatral sem precedentes justamente por se propor a distorcer o que nos precede, não apenas ante o que se acredita ser histórico, mas no que se crê ser a verdade que nos principia. Deste modo o gênero dramatúrgico estabelecido pelo próprio autor leva o nome de “distopia épica”, pois, uma vez que no âmbito do que é distópico estamos acostumados à imagem de um futuro caricaturizado – como apreciamos em obras de George Orwell, Audous Huxley e mais recentemente em “Black Mirror” – uma trama que sustententa as bases da distopia, mas que se localiza cronologicamente num passado milenar, não poderia se enquadrar na mesma categoria. “Épico”, este foi o sub-rótulo a que decidimos tipificá-la.

O espetáculo encena uma versão histórica fictícia que responde a uma indagação primordial. O que haveria acontecido se Jesus Cristo não houvesse ressussitado? Deste contexto polêmico surge o enigmático título, não do terceiro dia da ressurreição, observem, mas de uma outra passagem bíblica que reitera a trindade do mito cristão: “Antes que o galo cante, três vezes tú me negarás”. Deste trecho do evangelho e desta fala de Jesus para seu fiel apóstolo desdobram-se os conflitos que assombram o nosso protagonista, Simão Pedro, O Pescador de Homens, considerado o discípulo favorito e o primeiro papa da igreja católica.

A história se passa na casa de Pedro (Thiago Azanha), aos pés do Monte das Oliveiras, quarenta dias depois da crucificação de Cristo nesta realidade onde Ele não ressuscitou. Na casa vivem também Judite (Gizelly Adolpho), a sombria e ciumenta esposa de Pedro, e Maria Madalena (Thaynara Azevedo), acolhida por Simão depois da morte do Nazareno, amaldiçoada por uma misteriosa doença nas vistas. O luto, a fé e o ciúmes são as chamas que incandescem a relação desse triângulo. Afora isto, um quarto personagem adiciona ainda mais tensão à trama: Judas Escariotes (Marcos Paulo), um falso suicida escondido no porão. São quatro personagens com dramas pessoais extremamente delicados se degladiando em cena para conquistar a devoção do público. A platéia é um conciliábulo de purga e é convidada a julgar os próprios ícones religiosos sob o um olhar do futuro.

compre_agora

Exposições


exposicao  #DZI 45 ANOS
EM CARTAZ DE 05 DE OUTUBRO DE 2016 A 30 DE MARÇO DE 2017. A exposição mostra um pouco da trajetória do grupo de teatro Dzi Croquettes, que celebra 45 anos de história, iniciados em 1972. #DZI45ANOS mostra fotos do acervo pessoal do Dzi, feitas no auge da carreira do grupo e que somente agora estão sendo exibidas ao público paulistano.  A mostra traz dezenas de fotos de peças e bastidores, além de figurinos originais e cartazes produzidos pelo Dzi Claudio Tovar. No mesmo espírito da peça, a exposição procura trazer a atmosfera libertária que o grupo instaurou em meio à ditadura militar.

Realização:
ARTE-SE – Estúdio Ciro Barcelos .
Curadoria da Galeria:
Luciana Garcia
Entrada Franca.Classificação Indicativa: Livre

 

02-pedrolamin-diver MERGULHO
EM CARTAZ DE 06 DE ABRIL A 04 DE OUTUBRO DE 2016.Catarinense, Pedro Lamin é designer e ilustrador. Sua paixão pela arte urbana o fez se aprofundar no estudo das técnicas utilizadas pelos grafiteiros brasileiros.Esta exposição apresenta os trabalhos produzidos durante este período de estudos. Um mergulho que o fez criar sua própria identidade.As técnicas aqui aplicadas, ora com stencil sob cartolina, ora acrílico sob tela, acabam ilustrando o cenário desejado pelo artista: ambientes coloridos e saturados contrastando com a frieza dos personagens que compõem as obras.”Curadoria da Galeria: Luciana Garcia
Entrada Franca.Classificação Indicativa: Livre


mostra_site ENTREATOS
EM CARTAZ ATÉ DIA 27 DE MARÇO DE 2016.A Exposição Fotográfica “Entreatos” comemora 15 anos de carreira do autor e diretor Renato Andrade, com registros autorais de diversos nomes da fotografia de palco paulista. Num tributo à uma arte que é coletiva por excelência, a exposição homenageia os figurinistas, iluminadores, produtores e principalmente os atores que estiveram presentes durante a prolifica carreira do artista.FICHA TÉCNICA
Fotógrafos: Allan Bravos, André Stefano, Camila Ventura, Felipe Abe, Fernando Stankuns, Fernando Vianna, Giuliana Cerchiari, Jô Capusso, João Valério, Ligia Jardim, Michel Igielka, Priscila Prade e Ricardo Peres.
Impressão: Definição Fineart em papel 100% algodão, Canson Rag Photographique 310gsm.
Curadoria da Galeria: Luciana Garcia
Entrada Franca.Classificação Indicativa: Livre